A previdência social só terá sucesso após uma mudança no ensino.

Recentemente, a FenaPrevi divulgou a pesquisa FenaPrevi-Ipsos, onde revelou que 43% da população brasileira acreditam na reforma da previdência e que 38% são incrédulos. O resultado é claro: as pessoas estão infelizes com a atual situação econômica e política do Brasil e não entendem como o sistema previdenciário funciona.

A previdência social só terá sucesso após uma mudança no ensino: os adolescentes precisam aprender desde cedo a guardar dinheiro e que essa economia será importante para o futuro. Uma excelente ferramenta de educação financeira é entender, desde criança, a necessidade de investir em um plano previdenciário.

O estudo da FenaPrevi também registrou que:
• 48% dos brasileiros pretendem se aposentar antes dos 60 anos
• 17% disseram não saber com qual idade se aposentar.

Com a previdência complementar teremos mais segurança quando a estabilidade econômica e política chegar. O sistema previdenciário corrompeu a confiança das pessoas fazendo-as ter receio de guardar dinheiro porque não entendem bem quando e como vão conseguir ter a quantia em mãos novamente.

A pesquisa concluiu que 62% dos homens acreditam ser necessário ter uma previdência privada e não depender apenas do suporte do Governo. Entre as mulheres, o número ficou em 58%. Já, entre as classes mais elevadas (A e B), 71% alegaram ser necessário o plano privado; na classe C o número foi de 61%; entre as classes D e E apenas 38% mostraram preocupação em ter um plano complementar.

Os números acima revelam que o setor de previdência privada tem que apostar neste momento que o nosso País passa e melhorar a distribuição dos planos, pois 40% da população brasileira não é bancarizada.

Hiroshi Mitomi